sexta-feira, 7 de outubro de 2011

APPLE E O SEU FUTURO


O futuro da Apple, a curto prazo, está garantido. Expansão para a Ásia, ‘cloud computing’ e a TV são as grandes apostas.
É difícil imaginar uma Apple sem o génio visionário Steve Jobs, que mesmo longe do leme se mantinha activo nas decisões estratégias da empresa. Foi ele o responsável pelas grandes inovações da empresa que deram origem a revoluções ainda maiores. Será ainda recordado pela sua aptidão como ‘marketeer' - melhor do que ninguém, tinha uma habilidade nata de tornar uma ideia complicada numa frase simples. Jobs deixa um legado difícil de continuar, mas não impossível.
A opinião dos especialistas é a de que o negócio da Apple está bem entregue ao novo CEO, Tim Cook, e que o futuro da empresa, pelo menos a curto prazo, está garantido. Jobs deixa produtos, como o iPad ou o iPhone, que ainda estão no auge do seu sucesso. E portas abertas para que a empresa prossiga o plano de expansão para a Ásia, desenvolva a área de ‘cloud computing' e aposte na televisão.
"A empresa pode vir a centrar--se numa melhor forma de trazer a Internet para os ecrãs de TV - algo no qual a Apple tem trabalhado com sucesso limitado até à data - o que lhe permitirá gerar novos negócios que podem render muito nos próximos cinco anos", afirmou Mark Anderson, analista norte-americano de tecnologia.
"Na sua posição, como um visionário, penso que organizou a casa e que o novo presidente-executivo vai conduzir as coisas verdadeiramente bem", disse à Bloomberg Andreas Lipkow, analista do MWB Fairtrade Wertpapierhandelsbank. 
Sara Piteira Mota  
07/10/11 08:17

Fonte: ECONOMICO