terça-feira, 29 de novembro de 2011

30 ANOS DE EVENTOS ÁRABES EM CAMPINAS


Campinas celebra cultura árabe

No próximo final de semana a cidade vai comemorar 30 anos de eventos árabes. Festival inclui poesia, música, dança, exposições e até roteiro turístico.
Marcos Carrierimarcos.carrieri@anba.com.br
São Paulo –  Festa em Campinas. A cidade do interior paulista vai comemorar 30 anos de eventos árabes com apresentações musicais, exposições e até roteiro turístico. As comemorações começam na sexta-feira (07), às 19h30, e acabam no domingo (09).

No primeiro dia, o Centro de Convivência Cultural Carlos Gomes receberá um sarau literário sobre a influência da música e da literatura árabe no Brasil com Sami Bordokan, William Bordokan, Cláudio Kairos, Aida Gamal e Luciana Festi. Estão previstas apresentações musicais e leituras de poemas. Deverão participar da abertura os embaixadores da Jordânia, Ramez Goussous, e da Palestina, Ibrahim Alzeben, além do prefeito de Campinas, Demétrio Vilagra, segundo o curador do festival e superintendente do Instituto Jerusalém do Brasil, Ali El-Khatib.

Depois do sarau, será aberto na Galeria Bernardo Caro, que fica no centro cultural, um conjunto de mostras sobre a cultura árabe. Um coquetel será servido após a inauguração. Khatib afirma que a celebração é exclusiva da cidade. “É uma forma de fortalecer a presença árabe em Campinas, mas também no estado de São Paulo e, por que não, em todo o Brasil?”, diz.

No domingo, às 12 horas, haverá um festival de danças na marquise do centro de convivência. Até o turismo entra nesta celebração por meio do Roteiro Turístico-Cultural Árabe de Campinas e Roteiro Turístico do Café.

Segundo ele, um ônibus municipal vai levar os visitantes para conhecer os endereços da cidade que têm arquitetura ou história relacionada ao mundo árabe. Fazem parte do passeio os coretos da Praça do Teatro José de Castro Mendes e do Lago do Pará, o Palácio dos Azulejos, o Mercado Municipal, três residências, a Mesquita do Parque São Quirino, a Igreja Maronita São Charbel, no bairro Flamboyant, e o Parque da Paz e Memorial Yasser Arafat (líder palestino morto em 2004). A programação é gratuita.

De acordo com Khatib, em 1981 a cidade recebeu uma mostra de cultura árabe idealizada pelo professor Helmi Nasr, vice-presidente de Relações Internacionais da Câmara de Comércio Árabe Brasileira. “Deveria ser realizada na Universidade de São Paulo (na capital paulista), mas não foi possível. Então trouxemos aquela mostra para Campinas. Depois disso fizemos seminários [sobre o mundo árabe], recebemos uma cantora palestina, temos até um parque que é uma homenagem ao Yasser Arafat”, diz.

Serviço

Local: Centro de Convivência Cultural Carlos Gomes – Praça Imprensa Fluminense s/nº, Centro
Tel.: (19) 3232-4168

Mais informações

Tel.: (19) 3243-8329
E-mail: institutojerusalembr@terra.com.br