domingo, 18 de março de 2012

Kony 2012 – Estratégias nas redes sociais


Kony 2012 – Estratégias nas redes sociais

Um novo viral invadiu as Redes Sociais nos últimos dias. Até aqui, nenhuma novidade! A diferença é que, ao contrário dos vídeos de gatinhos e Luizas que fazem sucesso por acaso, este foi muito bem planejado.
O vídeo foi produzido pelo líder do movimento Invisible Children, o objetivo é divulgar os atos criminosos de Joseph Kony – que aterroriza Uganda sequestrando e militarizando crianças – e, assim, pressionar autoridades internacionais a prendê-lo até o fim de 2012.

Além da causa, o interessante neste caso é notar a estratégia usada. No vídeo, um pouco longo, mas extremamente bem feito, ouvimos a frase “Não se preocupe, eu vou te dizer exatamente o que fazer”. Sim, já está tudo meticulosamente planejado. E nós, líderes ministeriais, podemos aprender muito com isso:


Primeiro passo: Culturemakers – “Quando eles falam, o mundo ouve’
No site você encontra fotos de 20 celebridades que eles julgaram as mais influentes. São cantores, atletas, atores e bilionários. Em cada foto está escrito “Envie uma mensagem agora”. Ao clicar na da Oprah, por exemplo, você é direcionado para o twitter dela já com o post escrito:

“Nos ajude a acabar com a violência. Visite o site kony2012.com para saber por que e como.
@Oprah Faça parte do #Kony2012”


Segundo passo: Policymakers – ‘Quando eles concordam, a mudança acontece’
A ideia agora é fazer isso chegar aos políticos. Funciona da mesma maneira, você clica em uma das 12 fotos de políticos poderosos e envia uma mensagem para eles. Mas o site também divulga os emails e outras formas de contato de vários políticos norte americanos. O plano é pressioná-los por todos os lados.


Terceiro passo: Tornar real
O movimento distribui ‘kits físicos’ – com pulseiras e cartazes – para atiçar a curiosidade daquela parte da sociedade que não é ligada as redes sociais. Todos que apoiam #Kony2012 devem usar a pulseira, colar pelo menos um cartaz em sua cidade, tirar uma foto e publicar nas redes. Estas fotos também são uma estratégia para sempre alimentar o assunto nas Redes Sociais, pois este viral foi planejado para expirar apenas no dia 31 de Dezembro, como eles mesmos explicitam no vídeo.

Como podemos envolver as pessoas para além de ‘RTs’ e ‘Curtirs’? Como fazer com que elas realmente participem das causas apresentadas através da internet? Ainda não existe uma fórmula, mas a estratégia ‘Kony2012’ nos ajuda a ter algumas ideias:

1- Explique para as pessoas, de forma clara e atraente, por que elas têm que se envolver com esta causa (mesmo que seja um projeto missionário, por exemplo, é sempre necessário explicar exatamente por que isto é importante).
2- Faça com que o envolvimento delas seja maior do que simplesmente clicar em ‘Compartilhar’, elas devem se sentir parte do movimento.
3- Traga para a realidade. Concretize o projeto fora da web. Apenas desta maneira elas entenderão que a necessidade é real.

Assim, da próxima vez que tentarmos usar a internet para envolver o pessoal da igreja em algum projeto – seja voluntariado, missionário, reuniões… – podemos usar a estratégia de #Kony2012 para que nosso uso das Redes seja eficiente ;) .

Autor: Joice Atique